06 novembro 2008

Respeito pelos representantes do povo

Por pior que sejam as ofensas proferidas por um parlamentar, em nenhuma Democracia (com D grande) se justifica a remoção da imunidade parlamentar por meras ofensas. É para garantir a independência e a liberdade inerentes à vida política, que a imunidade parlamentar existe.
Mas foi exactamente isso que aconteceu ontem no parlamento da Madeira, num claro abuso da sua maioria por parte do PSD-M.
Hoje de manhã, novo episódio. Ultrapassando tudo o que é legal e razoável numa democracia, o deputado do PND foi barrado à entrada no parlamento madeirense.

É preciso dizer mais alguma coisa?

3 comentários:

amsf disse...

Não percebi o porquê do deputado Coelho não ter pedido uma escolta policial até o seu lugar na ALM. Era mais uma forma de colocar uma outra instituição em cheque! Ficaria-mos a saber na pratica a quem obedece a PSP. O sr. AJJ fala muito nas forças repressivas da República mas sabemos que ele as tem no bolso! Suponho que não faltarão oportunidades para desmascarar esta situação!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Porque será que a cubana só aparece nestes momentos?!

Alquimista Real disse...

O senhor deputado regional José Manuel Coelho, do Partido Nova Democracia (PND), é já um conhecido na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira por criar desacatos de denegrir a imagem da dita instituição autonómica pelos diversos escândalos que promove, o “caso do relógio”, o “caso da estátua”, e agora o “caso da bandeira nazi”. Antes de esse senhor andar a chamar fascista a um Governo Regional DEMOCRATICAMENTE eleito aconselhava o dito senhor a não abusar a imunidade parlamentar que dispõe e a não se aproveitar desta para fazer falsa propaganda e a manchar o bom nome das instituições autonómicas e dos membros DEMOCRATICAMENTE eleitos que as compõem.

Fascista deve ser o senhor deputado Coelho , por que para arranjar bandeiras nazis num país que as proíbe por lei a não ser para propósitos educacionais é muito complicado, a não ser que o senhor seja membro de alguma organização ilegal ou ande em sítios da web menos dignos de um deputado que se diz defensor da democracia. Mas os problemas e mentiras e quiçá crimes de difamação criados por este deputado “defensor da democracia”, que certamente não é a minha, devem-se a um único problema: NÃO SABE ARGUMENTAR NEM FAZER FRENTE ÀS PROMESSAS FEITAS AO POVO MADEIRENSE PELO PDS-M E PELO DR. ALBERTO JOÃO JARDIM. Deixe de fazer figuaras tristes senhor deputado, suba o nível ou então interne-se num manicómio porque a imunidade parlamentar não dura sempre e coisa que o Povo Madeirense não gosta é que difamem o Dr. Alberto João Jardim, pois quanto mais o fizer menos votos o senhor vai ter.

E mais uma coisa, inveja do sucesso dos outros é coisa muito feia, quanto às ameaças de morte se calhar anda a ouvir vozes dentro da sua cabeças, pois se o Dr. Jardim fosse fascista este já tinha ido para o “olho da rua” pois afinal em Portgual ainda somos uma democracia.